Radio A Toa

domingo, março 13, 2011

Idoso legal idoso legal idoso legal...

Recebi este e-mail de uma amiga querida.
Como vocês poderão observar, tanto aqui como lá no Japão, é necessário a conscientização de todos para com o idoso.
A gerontologia avança a passos largos, falta só levarmos para os nossos idosos, respeito, amor e cuidado.
Então, atenção! 
Um dia estaremos todos lá! 



Quando você era bem pequeno...             










...eles gastavam horas lhe ensinando a usar talheres nas refeições...

                                                                                          

...ensinando você a se vestir, amarrar os cadarços dos sapatos, fechar os botões da camisa...




...limpando-o quando você sujava suas fraldas,
   lhe ensinando a lavar o rosto, a se banhar,
   a pentear seus cabelos...



...lhe ensinando valores humanos.




   
Por isso...    



...quando eles ficarem velhos um dia (e seria bom que todos pudessem chegar até aí, não preciso explicar, não é?)...



...quando eles começarem a ficar mais esquecidos e
   demorarem a responder...










...não se chateie com eles.


Quando eles começarem a esquecer de fechar botões da camisa,  de amarrar cadarços de sapato...


...quando eles começarem a se sujar nas refeições,


...quando as mãos deles começarem a tremer enquanto penteiam o cabelo...







...por favor, não os apresse...
   porque você está crescendo aos poucos, e eles envelhecendo .



Basta sua presença, sua paciência, sua generosidade e sua retribuição...

















 ...para que os corações deles fiquem aquecidos.












Se um dia eles não conseguirem se equilibrar ou caminhar direito...








...segure firme as mãos deles e os acompanhe bem devagar respeitando
o ritmo deles durante a caminhada, da mesma forma como eles respeitaram
o seu ritmo quando lhe ensinaram a andar.



Fique perto deles, assim como eles sempre estiveram presentes em sua vida,
sofrendo por você, torcendo por você e...


 vivendo "POR VOCÊ".

3 comentários:

Keila Costa disse...

É Nina...precisamos mesmo sempre lembrar...a juventude por vezes engendra a idéia de infinitude...até que passam-se os anos e o finito se aproxima, mas se aproxima infinito, porque aí sim a história se fez...e esse caminho duro deve mesmo ser muito respeitado. Beijos

Nina Blue disse...

Obrigada Keila!

Liza disse...

É isso aí...respeito sempre....Muito legal.