Radio A Toa

terça-feira, junho 22, 2010

Beleza


Beleza é, qualquer coisa
diferente da midia.
As vezes um biquíni mínimo num corpo suado
outras,
uma camisinha furada num gozo kamikaze!

Beleza não é aquilo que idealizamos e,
as vezes se perde num tímido olhar generoso
ou quem sabe na afirmação:
- quero te dar!

Beleza pode ser vontade de ser generoso
calar a crueldade de desamar,
mas nunca o que a mídia propõe
beleza pode ser alguma coisa assim
Desafinar aonde a canção é perfeita,
pedir para ser levado para casa
quando se encontra desenganado.

Beleza pode ser o gloss nos lábios,
a assadura entre as pernas
a carência do calor de coxas
numa noite fria
a rejeição do olhar e,
a aceitação incontrolável do desejo.

Beleza é assim qualquer coisa
estranha aos sentidos
o feio amado,
o belo odiado.
...beleza é o que não é
pecado ateísta,
permissividade religiosa,
coisas assim
solo de soul music:
Killing me softly.

Beleza é a relatividade da feiúra
bem querer no meio da madrugada
ódio ao acordar,
mal querer por uma calcinha mal escolhida
ou uma roupa mal vestida
...beleza é meia noite solitária ou,
meio dia perdido num shopping sem grana.

Beleza é....e o que será que não, o, é?
 

2 comentários:

Senhora Loirinha Má disse...

Beleza é acordar numa quarta-feira gelada, mal dormida, atrapalhada de pesadas malas e pesadas responsabilidades profissionais e dar de cara com a beleza poética da tua palavra.

Keila Costa disse...

Coisa mais linda Sara...essa beleza na feiúra...essa feiúra na beleza...e o que são mesmo esses dois qualificadores, senão deuses enganadores? Encantada! Beijos