Radio A Toa

quinta-feira, julho 01, 2010

Who hold you head up?


Não me importa qual é o verso
não me interessa agora a frase,
só quero que me digam,
o que o mundo precisa agora?

talvez um novo heroi,
ou, um tema que cale fundo
nos nossos relembrares
feito saudade que,
não se cura nem por divã!

amor em vão, largado numa estação
que divide terminais; última conexão
entre o norte e o sul...
o perder-se e encontrar-se
só verbo...ah!, sim gostaria de versá-los!

Não que seja ruim de versos,
mas tropeço no verbo
fico sem palavras,
quando pressinto teu cheiro!

quem chega vai ter que ir
quem se perde tem certeza de se encontrar,
é o tao e a nação nagô!!!
o batuque na cozinha que sinhá; qué!

sul américa meio bosta,
emergente mostrando o seu valor!
menina bronzeada,
pagando boquete!

versicular, como criança inocente
que leva bofetada,
pra perder a inocência
how do u feel that feels?

3 comentários:

Keila Costa disse...

"...saudade que não se cura nem por divã..." E não é que é mesmo? penso que as verdadeiras saudades nunca se curam...só mesmo as duvidosas a se revelar num momento depois, pura ilusão...e creio mais, creio no amor que cresce, que ganha contornos, que oscila, mas é crescente, sempre crescente, porque se não é assim, não foi amor...
Beijos

Sara_Evil disse...

Verdade, Prezada!

entendo que o amor se realiza pela doação....quem doa se realiza por doar-se e não para adquirir recompensas.

Saúde e Graçias Persona querida!

eu e a Nina nutrimos muito carinho por vc!

Senhora Loirinha Má disse...

Ah, tá bom que no meu divã saudades não se curam.... Pensando bem, poucos lugares são tão aprazíveis pra se deixar saudades.